terça-feira, setembro 06, 2005

Promessas adiadas

2 comentários:

Manel Zé disse...

Sr. Vereador, eu sou um velho reformado que tenho por hábito deambular pela cidade e chegar sempre tarde a casa para me deitar. Isto também tem as suas vantagens, porque entretanto a minha Maria já me aqueceu a cama.
Bem, mas isto para lhe dizer que ainda hoje passei por esta casa e pensei se também será para construção. Penso que já é a única que resta de todas as antigas que por ali havia. Será o construtor do lado, que tem feito algumas na zona, que vai fazer mais esta obra?
Olhe, eu por mim, tenho pena, porque esta casa, de aparência tão simples,tem muita história. O Sr., que não só é ramos, como isto é do seu ramo, sabe disto?
Já é muito tarde e a minha Maria já me mandou apagar a luz. Se o Sr. estiver interessado, eu conto alguma coisa que sei sobre a casa da porta aberta. Por acaso há muitos anos que a vejo fechada. Então, diga alguma coisa, sim?
Até logo, que isto é tarde, e os meus cumprimentos.

Manuel Ramos disse...

O antigo Fumeiro tem como destino previsto ser Casa da Música. Essa foi uma promessa feita à Sociedade Filarmónica quando foi desalojada do espaço do Teatro M. Gregório. Promessa, como muitas, adiada, como aliás já a denunciara a CDU durante a campanha de 2005 (ver tarja na imagem). Houve até quem se propusesse a fazer o projecto, que aliás existe como trabalho académico, creio. Agora, promessa é uma coisa, fazer o registo do terreno em nome da CMS e querer cumpri-la são outras!
Se outra estória conhecer, faz favor...