sábado, setembro 23, 2006

Mobilidade 2


Como referi, aqui fica o segundo artigo sobre a questão da mobilidade, agora que passa a Semana Europeia da Mobilidade (16 a 22 de Setembro). No dia 22, Silves juntou-se a muitas outras cidades na comemoração do Dia Europeu Sem Carros. Não tenho nada contra estas comemorações cíclicas, mas também não tenho nada a favor, confesso. Tornaram-se uma banalidade, sem consequência de maior, não fosse alguma "badalação" do assunto que possam trazer, como é humilde exemplo este meu post. Mais banalidade são quando se tratam de simples gestos políticos inconsequentes quanto a propostas ou soluções alternativas à vida de cada um. Não basta fechar meia dúzia de ruas (algumas até já fechadas ou impraticáveis em consequência de tanta obra por terminar!), é preciso apresentar alternativa ao transporte ou ao estacionamento. Ora, transporte não houve, e não há, estacionamento apregoa-se, coloca-se em cartaz, inaugura-se em período eleitoral, e fecha-se. Ainda assim, há lata para colocar, lado a lado, dois cartazes que se negam um ao outro: "Deixe o carro no Parque. Ande a pé!".
Qual Parque? O que está fechado para obras? (pela seta indicativa, parece)
Haja Vergonha!

3 comentários:

Vendetta disse...

porque nao pede aos responsaveis o parecer a dizer que o piso colocado não era adquado? e se não era adquado, o porque de o colocarem? para agora substituir?

está tudo lá caro amigo!
"Quem procura sempre alcança" peço-lhe que continue a procurar.

Joaquim Santos disse...

O Srº Verador Manuel Ramos adorei o tema…
Mobilidade em Silves e cidade sem carros. Nem sei por onde começo.
Com a intervenção polis a zona histórica está sem carros e sem população. Por isso podem perfeitamente não integrar a zona fantasma no roteiro, não tem sentido. Quanto as acessibilidades… pois se o governo e as entidades agissem e quem faz asneira fosse multados como diz a lei acho que a Câmara e a polis nem com 20 orçamentos se governavam.
Com as Chuvas e com as equipas de fiscalização do Pollis quem pode andar em Silves, Já repararam nos buracos na rua Afonso III nas ruelas atrás da Câmara sem calçada a cerca de 2 anos e não andam la a fazer escavações. Querem mais acessibilidades pois passeios tão estreitos que nem uma criança da para passar.
O srº Vereador devia era ver os projectos e depois vê-los nos locais e periferias acho que tinha um ataque.
Enfim estamos em Silves

Martins disse...

Bom dia é com grande satisfação que em toda à parte digo que sou de Silves, tenho orgulho em ser Silvense, mas fico triste, por não poder dizer aos meus amigos para visitarem Silves, tal é a quantidade de buracos existentes, em ruas que não se sabe onde vão dar, em falta de espaço para estacionar as viaturas.Fui visitar minha mãe no Enxerim, e qual não é o meu espanto, a ligação da estrada em frente do Centro de Saude e do Piaget, para o bairo novo, tem umas crateras enormes no espaço de 20 a 30 metros que falta colocar alcatrão, e já lá vão 2 a 3 anos.