sábado, agosto 02, 2008

No Reino da Hipocrisia

in "Observatório do Algarve"

Enquanto outras autarquias, de vistas bem mais largas, negoceiam já com o CNA (Clube de Naturistas do Algarve) a oficialização de uma situação que é real e irreversível, criando assim as condições para o desenvolvimento de um nicho de turismo que ganha cada dia que passa mais adeptos, a C.M.Silves continua a assobiar para o ar, neste como noutros casos (o auto-caravanismo emergente, p.ex.), não se dignando sequer a receber ou a responder às propostas que lhe são dirigidas.


Terá o empreendimento previsto no Plano de Pormenor dos Salgados algo a ver com isto, ou será só conservadorismo "Made in PSD", na linha ideológica da nova direcção do partido de Manuela Ferreira Leite?

6 comentários:

Antonio disse...

Boa tarde

O sr. como vereador só ataca, é mesmo de camarada, sempre tudo mal, sim muitas coisas estão mal. Mas o que votou o sr e outros da oposição sobre a lei especial de ruído para a época de Verão? Sim, foi o seu voto e quem vai inspeccionar? A mesma identidade que aprovou, mas a oposição quer uns rebuçados de vez enquanto de passeios e não se juntam para que a cidade ganhe vida. Uma zona industrial, saber porque não existe, o teatro porque continua fechado, o porquê de a zona envolvente da F do Inglês estar sempre florida e não outros locais, qual a causa de a maioria dos contentores do lixo só de dois em dois dias serem descarregados, a má sinalização que se encontra na cidade, exp. as indicações junto ao sítio do lampião que mandam as viaturas em sentido proibido. Estas pequenas e grandes situações é que os munícipes precisam de saber.

Manuel Ramos disse...

Mais um Anónimo, só que mal informado e que, como comentador, só ataca: deve ser camarada também.
Fique sabendo que a lei do ruído quem a aprova não é a Câmara: o que esta aprova, quando aprova porque a maior parte das vezes só ratifica o despacho do vereador permanente, são licenças especiais de ruído, temporárias. Quanto ao resto, a tal coisa de dizer mal (não é?), faltou ler o resto dos posts, não foi? Talvez tirasse algumas ideias mais p'ra dizer mal, no mínimo mais originais, porque as que invocou, aqui ou no Blogue do Vereador, já foram de uma ou outra forma abordadas. Só como exemplo, e a propósito da sinalização no Lampião, experimente http://sacodosdesabafos.blogspot.com/2008/06/herana-polis.html

Anónimo disse...

É caso para dizer "toma que já almoçaste"

Anónimo disse...

Boa noite

Não almocei nem sequer ainda jantei, ao essencial é que não responde o sr. vereador, que já colocou post sobre o assunto das placas já eu sei mas o que fez na sua qualidade de vereador sobre essa situação e as que eu inúmero, a isso não responde: Licença eu sei dessas tretas de especial de ruído, quero saber a sua opinião.

Manuel Ramos disse...

Meu caro Anónimo,
Engana-se no endereço caro leitor.
A questão, ou questões, deveria(m) ser colocada(s) directamente à Presidente:
gabinete.presidente@cm-silves.pt As situações que neste ou no outro blogue coloco, ponho-as sempre nas reuniões do executivo camarário. Algumas vezes têm sido atendidas, outras não. Sou um entre sete, e acato as regras da democracia. Faltaram os votos, se bem me entende... Porventura até o seu! O senhor saberá! Mas não é isso que lhe quero dizer. Compreendo a sua insatisfação, sofro muitas vezes do mesmo. Agora quanto às licenças especiais de ruído, cada caso é um caso. No último mês foram recusadas duas, já que eram para obras em plena zona dormitório e com horários muito sensíveis. Agora, uma coisa é certa: o Algarve no Verão é um sítio barulhento, disso não nos vamos livrar. Até as nossa casas, cheias de familiares que cá passam férias, não têm o sossego que merecem!
Que mais lhe posso dizer?!

Anónimo disse...

Olá,

Pedimos desculpa, mas, de facto só hoje tomamos conhecimento deste blogue.
Fez uma análise correcta da situação. Efectivamente, só a Câmara de Silves não respondeu afirmativamente ao pedido formulado pelo CNA, para a legalização de uma parte da Praia Grande (cerca de 300m), como zona naturista.
Não fomos recebidos pelo Pr. da Câmara, fomos recebidos pelo seu assessor, que nos disse de uma forma muito simples...«não estamos interessados em legalizar uma parte da praia como naturista» sic.
Se calhar, outros valores se levantam!
Deixamos uma citação do actual presidente da ERTA:
"Há, de facto, um nicho de mercado interessante", afirma António Pina, presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA). "Não podemos ter virtudes públicas, e vícios privados, isso é típico das hipocrisias", critica Pina, que adiciona questões estratégicas de mercado que o fazem pender a favor do sim.
Antecipadamente gratos,
Direcção do CNA