sábado, janeiro 12, 2008

Proibimos porquê?


E se em vez de proibir, ainda que fechando os olhos, se criassem as condições mínimas?! Não são grande coisa, pois não? E estas pessoas que nos visitam, cada vez em maior número, também merecem a nossa hospitalidade, ou não?
P.S.- Olhando com mais atenção ao sinal até percebo porque é ignorado: são caravanas (roulottes) as proibidas, o que não é o caso. Será que existe sinal que enquadre este relativamente novo tipo de veículo, também ele modelo de um novo tipo de turismo?!

1 comentário:

zé de silves disse...

Embora eu de trânsito não perceba nada, até estou de acordo consigo, nesta situação.
Mas o que me despertou mais a atenção foi aquele já velho e conhecido painel do Pólis, à entrada da cidade, neste caso à saída, porque eu ia dar a volta de fim-de-semana, que hoje mostrava que faltam 170 dias para terminarem os trabalhos. Que raio de relógio é aquele? Se o meu funcionasse assim, eu, em vez de um velho, era um moço novo!