sábado, fevereiro 10, 2007

Uma História das Arábias

design: Hugo Serôdio

É assim que o jornal Público de hoje titula a notícia sobre a inauguração do reabilitado edifício do ex-matadouro de Silves, divulgando em primeira mão a intenção do Centro de Estudos Luso-Árabes entrar com uma queixa em Bruxelas, a par da que já interpôs no Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé.

Aqui ficam os links para as notícias:

- Uma história das Arábias (Idálio Revez, Público, 10.02.2007)

-Casa da Cultura Islâmica em Silves já gera polémica (Idálio Revez, Público, 10.02.2007)
(por já não estarem on-line, senão para assinantes, sugiro que as consultem no Guia de Silves, Revista de Imprensa, Público, Notícias de 2007)
Sobre os pormenores da inauguração, que ocorre hoje, pode ler no Região Sul.

Sobre aquilo que já escrevemos ou outros escreveram sobre este bizarro assunto, leia-se ainda:

- Há polémica a propósito do Celas (por Baeta Oliveira, 13.05.2005)


- Celas ganha acção judicial contra a Câmara (por Manuel Ramos, 17.12.2005)
E já no rescaldo da inauguração, O Antigo Matadouro abriu ao Público (por Baeta Oliveira).

3 comentários:

A.F. disse...

É visível o despudor reinante na nossa Autarquia.
Como é possível a existência de divergências tão profundas, que só a teimosia e a arrogância justificam?
Da parte do Executivo, em vez de se fazerem esforços no sentido da obtenção de consensos e de se ir ao encontro dos desejos da comunidade, prefere-se criar conflitos, desrespeitando compromissos assumidos, quicá, para defesa de interesses mesquinhos.
Onde está a inteligência?
Não existe inteligência sem bondade.
O homem (MULHER) que nunca muda de opinião, em vez de demonstrar a qualidade da sua opinião, demonstra a pouca qualidade da sua mente (MARCEL ACHARD).
Existe um provérbio russo que diz:
"O peixe começa a apodrecer pela cabeça"
Como o orgulho é o caminho do erro e o primeiro erro leva-nos a cometer muitos outros, a nossa Autarquia está numa situação muito difícil e complicada,cujas consequências estão a ser trágicas, visto que a sucessão de asneiras não pára de crescer.
Até quando?.
A.F.

Marco disse...

Só agora é que consegui ter acesso à informação mais completa sobre a abertura deste novo espaço, visto que era do meu total desconhecimento até ontem à tarde que iriam inaugurá-lo, só soube da sua abertura quando fui votar. E estava convencido que seria o CELAS...
Uma vez mais fico atónito com o rumo que este caso está a tomar...

Anónimo disse...

Se o Marco fizesse parte da "elite" tinha recebido um convite para a primeira fila... Como é apenas mais um cidadão, fica a saber pelo Blogue do Vereador e dê-se por contente por ter internet e sabedoria para utilizá-la...