domingo, março 04, 2007

Se isto é o Futuro?!...


A já famosa "Rua do Futuro" (R. Miguel Bombarda), uma das primeiras obras a que o Polis resolveu publicamente fazer destaque, ao colocar à sua entrada, e em véspera de eleições, uma faixa que dizia algo parecido a o Futuro começa aqui, acabou dando barraca, aliás aguardada.

Fechada para obras como a foto documenta, para a segunda fase (correcção das asneiras que eles fazem e nós pagamos) refazem-se trabalhos mal realizados, com todos os incómodos que isso acarreta. Entretanto, as ruas do Centro Histórico aguardam ainda pela primeira fase.

Entretanto, percebi hoje o alcance desta política camarária que insiste em dificultar a vida àqueles que querem circular pela cidade. Este executivo responde simplesmente ao repto do Secretário de Estado do Ambiente quando recentemente, e a propósito do Projecto de Mobilidade Sustentável, disse: "Vai ficar na história o primeiro município que condicionar o uso de transportes particulares."

3 comentários:

joaquim santos disse...

exº Senhor
Acho muito bem que a politica de tirar os carros do meio da cidade continue. Pois assim as pessoas abandonam o centro histórico e passa a ser uma cidade arqueológica. Ou então com as novas soluções urbanísticas ( um plástico pintado com uma casa pintada).
Lisboa tomou medidas quando verificou que o bairro alto estava a ficar sem população, agora tem o problema do bairro do Castelo e Mouraria. Por isso recuaram nas de decisões de tirar os carros naquelas zonas. Como nos andamos atrasados e não aprendemos com os erros dos outros
joaquim santos

Anónimo disse...

O passado é a imagem do futuro.
Fala-se muito em contenção de custos e boa gestão.
A Rua Miguel Bombarda é mais um exemplo a confirmar a incompetência e a má gestão dos dinheiros públicos.
Administração danosa é que tudo isto é.

Anónimo disse...

Silves tem que ser uma Cidade dinâmica em todos os sentidos e um dos principais é a nivel populacional, toca de atrair população para esta cidade histórica.