sábado, janeiro 06, 2007

Memória curta

Foto Região Sul
Quem diz que a memória do povo é curta, deve saber que a de certos políticos o é ainda mais!
Dois anos passaram sobre a vitória de Mendes Bota sobre Isabel Soares na luta pelo comando da Distrital PSD. Foi uma campanha acesa, mas talvez alguns se lembrem ainda dos argumentos trocados. Lembro-me eu bem ainda, sobretudo por reconhecer justeza na forma como Mendes Bota falava de Isabel Soares e da sua campanha, e porque "batia certo" com o que sabia, e ainda mais sei hoje, da Presidente da CMS. Referindo-se à outra candidatura, o então candidato à Distrital dizia que "(...) não pautamos a nossa actuação pela promoção de aliciamentos, pressões e promessas de empregos e de lugares aos militantes" (
Região Sul on-line, 22 de Out. 2004), ou "Vi pessoas a chorar à minha frente porque estavam a ser pressionadas através da filha, chantageadas com a mulher, ou aliciadas por intermédio do genro" (Região Sul on-line, 3 de Out. 2004), ou ainda, e no mesmo artigo, "há muitas formas de fazer política. A minha, seguramente, não é a do aliciamento, nem da pressão, ou da chantagem. É contra a forma de estar na política de algumas pessoas que aceitei este desafio". Foi Mendes Bota que o disse.

Agora, dois anos passados, Mendes Bota, após alguns meses de silêncio sobre o já famoso Caso Viga d'Ouro, vem a Silves prestar "apoio e confiança" a Isabel Soares e à sua maioria, fazendo aqui reunir a sua Comissão Distrital. Nada do outro mundo dirão vocês; diria eu, não fosse a referida reunião ser antecedida de comunicado de imprensa profusamente distribuído pela comunicação social e onde, a par do solidário panegírico corporativo, se aproveita para acusar a Oposição de "oportunismo delirante" (leia-se no Barlavento on-line). Se as críticas da Oposição à gestão financeira da autarquia e às evidentes responsabilidades políticas no referido caso são oportunismo delirante, o que dizer então do "diz, agora já não digo" do presidente da Distrital do PSD?!

Ou será que o que faz correr Mendes Bota são as notícias da Polícia Judiciária na CMS ou, mais recentemente, a eleição de Isabel Soares como a personalidade algarvia mais negativa do ano 2006? Ou serão já as autárquicas e os novos candidatos?

Tantas perguntas que nos deixa no ar esta pré-anunciada visita!
O que nos vale é o anúncio de que depois se fará uma tomada de posição pública sobre o assunto. Veja lá não quebre o dever de sigilo, senhor Mendes Bota!!
P.S.- Leia-se a tomada de posição da Concelhia do PCP em reacção ao comunicado da Distrital do PSD.

7 comentários:

A.F. disse...

DR. Ramos,
A leitura do seu desabafo faz-me concluir que um sismo de elevada intensidade, com epicentro na Cidade de Silves, ( mais de 8 milhões da "Escala Euro"),terá provocado ondas de choque que ameaçam atingir todo o interior e litoral algarvio.
Entretanto, parece não existir de momento risco de Tsunami.
Existem danos muito consideráveis. A cidade ficou arrasada.
As primeiras consequências são já visíveis a nível do PSD.
O Presidente da Comissão Política Distrital , apesar do segredo a que o assunto está sujeito, antes de tudo apurado, parece já possuir dados definitivos e suficientes sobre o caso.
Alguém conhece o resultado das averiguações da PJ?
O que é estranho é que a pessoa que, aquando das eleições para a Distrital do PSD, disse o que disse de IS (agora nós sabemos que as suas afirmações eram sustentadas), venha agora tentar convencer-nos de que estaria equivocado.
Não devo repetir o que o senhor disse na altura.
O assassínio político de IS começou aí.
Agora, certamente dando o dito por não dito, vem em auxílio.
Porque será?
Enfim, parece ser o BOTABAIXO da política.
A.F.

jose meireles disse...

Sr.Dr. Manuel Ramos, todos nós sabemos que os políticos não têm coerencia nas suas palavras (salvo raras excepções. Quando lutam por um poder, utilizam todos os meios para vencer o adversário, dizendo o que dizem deles.
Águas passadas, e sendo preciso ajudar um elo de ligação, eis que é preciso injectar alguma energia para não quebrar esse elo, para não fragilizar.
Isto é como o modelo atómico, quando há um electrão isolado na última camada orbital é captado por outro átomo que tenha falta de outro electrão na sua camada última. Parece estar a acontecer exactamente este fenómeno com Mendes Bota.
Mendes Bota precisa de IS para segurar a presidencia da AMAL, daí o apoio.

Manuel Ramos disse...

Não sou tão radical na sua visão dos políticos, mas compreendo, dada a actual situação local e até nacional. Os políticos, infelizmente, são o reflexo do país que temos! Enfim...
Quanto a Mendes Bota, acho que não é por isso. A AMAL está à beira da morte, pelo menos enquanto lá dominar o PSD e o governo for PS, mas seria o mesmo, inveridas as posições. E o presidente da AMAL é Macário Correia, um dos apoiantes de Isabel Soares.

jose meireles disse...

Quando digo que Mendes Bota preciso do seu apoio, quero dizer, que precisa que a Câmara de Silves continue PSD, para manter Macário Correia presidente da AMAL. Com menos um voto, o que é que acontece?

Manuel Ramos disse...

Claro, tem razão, perderia a maioria. E os barões de outras partes não estarão, mais uma vez, pressionando MB. Leu as entrevistas?

jose meireles disse...

Já li, mas o que mais me espanta, é o que se disse na altura sobre IS e o apoio e a confiança política, que Mendes Bota vem prestar agora. Por isso é que eu disse que os políticos não têm coerencia nas suas palavras.Claro que os barões estão precionando, porque o poder lhes está a fugir.

Anónimo disse...

VALE A PENA VER ISTO
http://sbras.blogspot.com/